exercício físico no inverno

7 dicas sobre fazer exercício físico no inverno

Fazer exercício físico no inverno nem sempre está entre os programas preferidos das pessoas.

Até mesmo quem é acostumado a se movimentar para manter a saúde em dia, reluta um pouco em sair do conforto do lar quentinho para malhar.

Se a atividade costumeira é ao ar livre, a situação piora, pois não é nada agradável encarar o frio e o vento na cara.

Mas os dias frios não precisam ser sinônimo de preguiça. Acompanhe neste artigo 7 dicas para se fazer  exercício físico no inverno e vencer a preguiça.

 

exercício físico no inverno

A importância de fazer exercício físico no inverno

Antes de entrar nas dicas, vamos explicar a importância de fazer exercício físico no inverno. Um dos erros mais comuns de quem gosta de praticar exercício físico é a opção por manter uma periodicidade apenas no verão.

Não por acaso, as academias estão repletas de exemplos de pessoas que se matriculam em outubro e cancelam a matrícula em abril, repetindo este ciclo todo ano.

Os atletas de fim de semana também costumam refrear o ímpeto de praticar exercícios físicos quando os termômetros acusam baixas temperaturas.

A questão é que manter a rotina de treinos no inverno significa manter a forma física em dia. Quando você malha o ano todo, o corpo se acostuma ao ritmo e fica mais fácil para manter o peso em dia.

Um dos problemas que ocorre com quem deixa de malhar no inverno e retoma os treinos no verão, é a pressa em retomar rapidamente as condições físicas anteriores, o que leva a excessos e a possibilidade de contusões.

Aliado a isso, como o inverno é mais propício para extravagâncias gastronômicas, é comum a pessoa adquirir mais gordura.

Como não malha nos dias frios, a tendência é essas gorduras se acumularem , o que vai exigir esforço e tempo maiores para perdê-las.

Com a atividade regular o tempo todo, o organismo fica mais resistente, o que também contribui para evitar gripes, resfriados, mau humor e insônia.

 

Exercício físico no inverno: sugestões para você fazer em casa

  • Subida de escadas

Se você mora ou trabalha em um prédio, uma boa dica para se manter ativo é subir e descer escadas. Aí você diz: “mas o meu prédio só tem três andares”.

Não importa. Repita o trajeto várias vezes, atingindo pelo menos meia hora de atividade.

A subida e a descida constante ajudam a melhorar a freqüência cardíaca e a capacidade pulmonar, além de contribuir para tonificar pernas e glúteos.

 

  • Esteira, bicicleta ou elípticos

Muitas pessoas, principalmente os adeptos das atividades ao ar livre, não podem nem ouvir falar nestes equipamentos estáticos para se fazer exercícios.

Mas, cá entre nós, melhor do que deixar de fazer exercício no inverno no parque, por exemplo, porque está muito frio, é fazer a atividade em casa.

Encare a compra de um ou mais destes equipamentos como um complemento na sua estratégia de se manter com a forma física em dia.

Além do inverno, eles podem ser úteis em dias chuvosos ou mesmo quando você sabe que vai ter um dia atribulado e sem tempo para aquela passada no parque preferido.

Há também quem argumente que esses equipamentos são muito caros. E até são, mas você não precisa comprar o modelo mais moderno e utilizado nas academias top.

Opte por uma alternativa que atenda aos quesitos de qualidade a um preço razoável.

 

  • Academia no condomínio

Academia, mesmo aquelas mais equipadas e com muitas atividades para todos os gostos, nem sempre são o local preferido para quem gosta de malhar, principalmente os que valorizam o ar livre.

Se você não vai se matricular de jeito nenhum em uma academia tradicional e o inverno está apertando e dificultando a ida ao parque, opte por se exercitar na academia do seu condomínio.

Além das esteiras, bicicletas e elípticos, elas costumam ser bem equipadas com acessórios que ajudam a tonificar os músculos, como halteres, fitas elásticas, steps, entre outros.

 

  • Alongamento

Outra opção para se exercitar em casa nos dias frios é investir naquela sessão de alongamento que faz tempo que você deixa para depois.

O alongamento é essencial para a flexibilidade dos músculos, o que ajuda a melhorar a performance das atividades e a evitar lesões.

Se não se lembra exatamente de quais alongamentos fazer, basta acessar o canal do Youtube de um bom profissional de educação física que há várias aulas específicas para isso.

  • Pular corda

Lembra de quando era criança e pulava corda com a maior desenvoltura com os amigos?

Pois bem, esta prática é até hoje um dos melhores exercícios para se queimar calorias e manter o corpo saudável. As estimativas apontam para a queima de até dez calorias por minuto.

Além disso, o exercício ajuda a tonificar os músculos da perna, melhorar a coordenação motora e aumenta a freqüência cardíaca.

Cuide apenas para fazer os movimentos com uma boa postura e use um calçado que ajude a amortecer o impacto.

  • Abdominais

Tem quem ame, tem  quem odeie. A verdade  é que fazer abdominais é importantíssimo para fortalecimento dos músculos do abdômen.

A variedade de abdominais é imensa, abrangendo os músculos oblíquo interno, oblíquo externo, reto abdominal e transverso abdominal.

São vários tipos de abdominais para os mesmos músculos. Por isso, escolha aquele que mais lhe convier, claro, respeitando os seus limites e entendendo que para melhores resultados vai precisar investir em grau de dificuldade maior na execução dos movimentos.

De qualquer forma, esqueça o mito de que é preciso fazer centenas de repetições para se ter bons resultados. Mas vale a qualidade do movimento do que a quantidade de repetições.

  • Corrida em pé

Como o próprio nome diz, corrida em pé é feita com a pessoa em pé, parada, elevando os pés alternadamente.

O ritmo e o tempo devem ser definidos por você mesmo, mas tenha em mente que, sem algum esforço, fazer exercício não vai trazer muitos resultados em termos de melhora na forma física.

 

Cuidados necessários ao fazer exercício físico no inverno

Não é porque o exercício é em casa que os cuidados devem ser deixados de lado. É altamente recomendável que um medico seja consultado antes de se iniciar qualquer tipo de atividade física.

Se você já vinha fazendo exercícios, também é bom, pelo menos a cada seis meses, fazer um check-up das condições cardiovasculares.

Lembre-se sempre de usar roupas e calçados adequados e de se hidratar antes, durante e após as atividades.

 

Gostou do artigo? Compartilhe com aquele seu amigo que gosta de malhar, mas tem preguiça de se exercitar no frio.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *