sair do sedentarismo

6 tipos de atividades simples para você sair do sedentarismo

Sair do sedentarismo é uma das principais preocupações para boa parte dos brasileiros. Fator de risco para muitas doenças, o sedentarismo atinge mais da metade da população do Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

São mais de 100 milhões de pessoas que não praticam nenhum tipo de atividade física.

A boa notícia é que sair do sedentarismo não significa ficar horas e horas em uma academia malhando exaustivamente.

É disso que vamos tratar neste artigo, com dicas de atividades que ajudam qualquer pessoa a se mexer e melhorar a qualidade de vida.

 

A importância de sair do sedentarismo

Antes de iniciar as dicas, é necessário explicar os riscos que uma pessoa corre sendo sedentária.

Sem a atividade física –  que ajuda a melhorar a circulação e a fortalecer o sistema imunológico, entre outros benefícios – a pessoa fica mais suscetível a vários tipos de complicações na saúde, como diabetes, pressão alta, obesidade, depressão e AVC.

O quadro é ainda pior para os idosos, que perdem mais rapidamente a massa muscular e se veem com mais chances de sofrerem com dores articulares e outras degenerações pelo organismo.

As atividades que vamos listar a seguir podem ser adotadas por todos, mas é sempre importante consultar um médico para checagem geral da saúde antes de iniciar qualquer tipo de exercício.

Leia também

Como se manter em forma nas férias

 

1 – Caminhadas perto de casa

Um dos impeditivos para o sedentário adiar a prática de atividade física é o quão complicada ela é.

Ter que acordar cedo, pegar o carro, enfrentar trânsito, chegar a uma academia, trocar de roupa, esperar alguém sair do aparelho e outras situações assim são grandes argumentos para se deixar de lado a tentativa de se exercitar.

Por isso, comece de um jeito que não trará maiores dificuldades. Para caminhar perto de casa, basta colocar tênis e roupa apropriados e pronto. Nem é preciso ir longe, pode até dar voltas no quarteirão da moradia.

Opte por trechos com boas calçadas para evitar andar na rua.

O ideal é que a passada seja um pouco acelerada, mas comece no ritmo que achar mais confortável e vá aumentando aos poucos.

No início, de 30 minutos a 1 hora, três vez por semana, são suficientes. Depois caminhe mais dias por semana.

sair do sedentarismo

 

2– Aproveite todas as oportunidades de caminhar

Fora as caminhadas programadas, citadas acima, aproveite toda a chance que tiver para andar a pé.

Levar o cachorro para passear, ir à padaria ou ao mercadinho no bairro, comprar remédio, ir à casa do vizinho algumas quadras adiante, enfim, sempre que puder ande em vez de pegar o carro.

Se a padaria é muito perto, na mesma quadra da sua casa, por exemplo, force um pouco mais e dê uma volta por um caminho para que fique mais longe.

 

3 – Passeios de bicicleta

Quanto tempo faz que não anda de bike? Como dizem, isso a gente nunca esquece.

Se não tem uma, avalie fazer o investimento em um modelo que atenda as suas necessidades. Há várias opções com ótimo custo-benefício.

Com a bike, você pode andar pelo bairro e nos parques. Se tem filhos, o passeio ajuda você a sair do sedentarismo e fica ainda mais divertido.

No começo, não se preocupe com altas quilometragens. Pedale o suficiente para sentir que está fazendo esforço. Na medida em que for tendo mais fôlego, aumente as distâncias percorridas.

 

4 – Atividades do dia a dia dentro de casa

Se você mora em casa, outra opção que ajuda a sair do sedentarismo são as atividades corriqueiras na residência.

Lavar ou varrer o quintal, lavar o carro, colocar e tirar a roupa do varal, guardar as compras do supermercado, dar banho no cachorro e cortar a grama são boas opções.

Analise nas tarefas cotidianas tudo o que você pode fazer para se movimentar e deixe a preguiça de lado.

Experimente, por exemplo, abrir mão do controle remoto e ir até a TV toda vez que precisar aumentar ou diminuir o volume e trocar de canais.

 

5 – Aprenda a gostar das escadas

Tem gente que mora no segundo andar e nem sabe onde ficam as escadas. Se este é o seu caso, comece a partir de agora a trocar o elevador pelos degraus.

Subir e descer faz um enorme bem para a melhora no condicionamento físico, além de ajudar a fortalecer os músculos da perna.

Vá devagar, com os pés bem plantados em cada degrau. Depois, quando melhorar a condição cardiovascular, amplie a experiência para mais andares acima.

Da mesma forma, quando for a qualquer lugar que haja escadas, abra mão do elevador.

sair do sedentarismo

 

6 – Faça exercícios funcionais

Você já deve ter visto aquelas fitas elásticas coloridas, steps, halteres, bolas de pilates e uma infinidade de artigos muito comuns em academias.

Pois bem, mesmo que não os conheça, vá até uma loja de esporte e os encontrará facilmente.

Estes artigos servem para alguns tipos de exercícios simples, que podem ser feitos em qualquer lugar, inclusive em casa.

O ideal, neste caso, é que haja o acompanhamento de um profissional de educação física. Porém, com algumas indicações na própria loja em que comprar, você já será capaz de executar movimentos simples e extremamente benéficos para o organismo, o que o ajudará a sair do sedentarismo.

Com a faixa elástica tipo Thera Band, por exemplo, você pode prendê-la no pé pelo meio dela e puxar as extremidades para cima, uma em cada mão, fazendo um exercício para os bíceps.

Com halteres também se faz exercícios para os bíceps, tríceps e peitoral.

Com o step é possível fazer o movimento de subida e descida, alternando os pés. Além de melhorar a condição cardiovascular, também ajuda no fortalecimento muscular.

Agora que você aprendeu algumas formas de atividades relativamente simples, é só aplicá-las no seu dia a dia. Aos poucos você vai ganhando melhor condicionamento físico e melhorando a sua forma física.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *